COMPRA MAIS & PAGUE MENOS - RECEBA ATÉ 30% DE DESCONTOS

COMPRA MAIS & PAGUE MENOS - RECEBA ATÉ 30% DE DESCONTOS

Qual o tempo ideal de descanso entre séries? - Por Ray Milet

Descansar 30 segundos, 45, 1 minuto, 3 minutos...? Qual é a melhor zona de descanso para quem treina musculação?

Acredito que todos que estão lendo este artigo já devem ter ouvido muitas e muitas vezes que ao descansar demais (referindo-se a mais de 1 minuto), a hipertrofia seria prejudicada, “o sangue esfria”, e por aí vai.

Essa afirmação não tem fundamento fisiológico, é baseado em puro achismo. Os descansos longos (3 minutos, por exemplo) também podem ter benefícios para a hipertrofia, e já foi demonstrado em um estudo com indivíduos treinados que poderia haver até mesmo vantagens sobre os descansos menores (até 60 segundos). A questão gira em torno de descansos maiores permitirem o uso de cargas também maiores!


A carga utilizada em um exercício, como todos sabem, é uma das principais variáveis de controle de um treino. É um princípio básico, princípio da sobrecarga progressiva, onde treinos que possuem esse aspecto tendem a ser benéficos para indivíduos treinados no longo prazo.

Portanto descansos maiores não só podem, como DEVEM ser implementados nos sistemas de treinamento para a hipertrofia, ajudando assim o indivíduo utilizar mais carga em um determinado exercício, fazer mais repetições com ela e também não perder a técnica por conta da fadiga acentuada.

Isso não quer dizer que descansos menores são inúteis, ou menos eficientes! Apenas precisamos colocar cada um no seu lugar. Um exemplo prático a ser utilizado em um treino:

Nos primeiros exercícios onde há maior mobilização de cargas, normalmente exercícios básicos como agachamento, leg press, levantamento terra, etc, da-se a preferência para maiores descansos, mesmo que trabalhando com zonas de repetições mais altas e menos carga, pois são exercícios que trabalham muitos grupos musculares ao mesmo tempo, e demandam um estresse muito maior ao corpo, requerendo mais descansos para uma total recuperação.

Ao começar a realizar exercícios isolados, que normalmente se encontram ao final do treino, os descansos podem ser menores, mesmo em zonas de repetições mais baixas e com maiores cargas, uma vez que o alvo do exercício é um grupo muscular específico e isso não requer tanto repouso para total recuperação.

Uma zona de descansos de 10 segundos (em algumas técnicas avançadas como rest and pause) ate 5 minutos, pode ser usado em um treino sem que isso seja prejudicial para a hipertrofia. Sabendo exatamente o que cada exercício ou treino irá focar ou exigir de demanda, o indivíduo saberá qual descanso vai ser o mais adequado.

Pensar somente em descansos longos é tão errado quanto somente em descansos curtos!

Acelere sua recuperação com Dr Feaar

Não importa seu objetivo, não importa qual o seu intervalo entre séries. No final do dia, o que você precisa é ter recuperação otimizada para acelerar seus resultados.

Dr. FEAAR contém os 9 EAAs (Incluindo os 3 BCAAs) em doses clinicamente testadas, um aspecto crucial da formulação que garante que você maximize a síntese proteica, auxiliando a manutenção da massa muscular magra, melhorando a captação de glicose e a sensibilidade à insulina, diminuindo a dor pós-treinamento e prevenindo a degeneração muscular.

Além disso, Dr FEAAR contém PeakO2 ®, Uma combinação certificada orgânica de seis cogumelos adaptogênicos cultivados nos EUA PeakO2® permite que os usuários se "adaptem" e superem o estresse físico e mental, aumentando a potência e a resistência. Pesquisas sobre Peak02® mostram aumentos na duração do treino, maior capacidade de trabalho, potência máxima, potência anaeróbica, utilização de oxigênio e capacidade geral de exercício.

 



Completando a lista, Dr FEEAR tem em sua fórmula uma matriz de hidratação para manter seus músculos hidratados, volumizados e anabólicos o tempo todo e acelerar seus resultados!

 

 

 

1 comentário

  • Vai depender de cada pessoa, temos vários biotipo diferentes, mecânicas, corpos,

    Francisco Alison Ferreira Oliveira

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados